Qual é A Oração que Frutifica?

"Tu orarás a ele, e ele te ouvirá; e pagarás os teus votos."Jó 22.27

O versículo é claro ao nos orientar que devemos somente orar ao Senhor. Por esse motivo, quem faz orações a qualquer outro ser, ainda que este tenha servido ao Senhor, não endereça as suas petições a Deus. Todo ato fora da divina Palavra nos leva aos braços do inimigo. Portanto, por mais que a pessoa se esforce para alegrar o Altíssimo, ao invocar outro nome, que não seja o de Jesus, abrirá portas para o autor de todo o sofrimento.


Temos de clamar com a revelação da Palavra, e não simplesmente por orar, pois a Bíblia nos adverte que sem fé não Lhe agradamos (Hb 11.6). O certo é orarmos segundo aquilo que a Bíblia diz; por isso, se temos dúvidas se algo está prometido nela, não é errado perguntarmos ao Pai eterno.


Não existe um só relato na Palavra que nos direciona a fazer as nossas petições às pessoas que, no passado, serviram a Deus. Por essa razão, quem tem essa prática, além de desrespeitar o ensinamento bíblico, deixa-se levar pelo mentiroso e enganador – Satanás. Os que se dizem devotos de algum “santo” precisam, com urgência, observar a Sagrada Escritura; porque, somente nela, encontrarão a orientação de como devem proceder.


Ao orarmos em o Nome de Jesus, o Senhor nos ouve; porém, precisamos ter fé, a certeza das coisas que se esperam (Hb 11.1), para que o Senhor nós dê a resposta de que necessitamos. A afirmação de que Ele nos ouve já é a prova de que nossos pedidos são atendidos. Deus é fiel para cumprir o que prometeu, mas Ele não operará se clamarmos sem fé!

Se existem pecados escondidos em nosso coração, o Pai não nos ouve. Isso se confirma no Salmo 66.18. Portanto, se você tem cometido algum delito, vá a Deus e confesse o seu erro, pois a promessa bíblica garante: Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça (1 Jo 1.9). A confissão sincera traz o perdão.


Quando alguém entra em oração e pede algo ao Senhor, o Altíssimo trata com ele. No entanto, se esse indivíduo tem feito algo de errado e se arrepende, mas ainda sente que pode voltar a cometer tal pecado e, então, promete não fazê-lo novamente, deve anotar a promessa feita a Deus, uma vez que Ele não terá por inocente quem não cumprir o que diz (Na 1.3). Quem cai na tentação de pensar que pode enganar o Todo- Poderoso nada recebe de Suas mãos.


Se fizer um voto a Deus, não deixe de cumpri-lo, porque Ele exigirá tal cumprimento. Só prometa algo se, realmente, sentir de fazê-lo, pois o instituto do voto é muito importante. O nosso Deus não “cobra” pelos Seus serviços, mas não podemos brincar com Ele.



#eriksantana #devocionaldodia #livroanovacriatura #livroasquatrotorres #devocional

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo