ENTRE O SENHOR E VOCÊ ESTÁ TUDO ACERTADO?

O Deus de Abraão e o Deus de Naor, o Deus de seu pai, julguem entre nós. E jurou Jacó pelo Temor de Isaque, seu pai.

Gênesis 31.53

Jacó foi prudente ao ouvir o sogro pedir que o Deus de Abraão e o Deus de Naor, do pai dele, os julgassem, não se comprometendo, e afirmou que empenhava sua palavra pelo temor de Isaque, seu pai. É importante não se envolver com o que chamam de Deus de alguém, pois Abraão, seu avô, servia ao Senhor, mas Naor, seu tio-avô, poderia não ter tido a mesma fé. Vigiar e orar são orientações bíblicas que os servos de Deus devem ter (Mc 14.38).


Tanto Jacó como o sogro precisavam se acertar. Para se casar com Raquel, teria de trabalhar durante sete anos; no entanto, no dia das núpcias, o sogro o enganou e deu-lhe Leia, a mais velha. Ao ver o genro irado, prometeu que daria Raquel, desde que ele trabalhasse mais sete anos. Depois, casado com as duas, Jacó teve o salário acertado pelo sogro, mas este, ao ver que o Senhor o prosperava, mudou dez vezes o salário dele, porém inutilmente. Deus é fiel!


No seu coração, Jacó decidiu não se submeter a um deus desconhecido. Ele possuía o Deus de Abraão, o qual tirara seu avô da idolatria reinante entre os caldeus. A sabedoria falou mais alto, e ele empenhou sua palavra pelo temor de Isaque. É prudente estar atento ao que vamos dizer. Desse modo, não nos enredaremos com nossas palavras. Um pouco de desatenção pode nos levar a grandes sofrimentos (Is 8.20). Só fale segundo a Palavra!


Que nenhum cristão deve jurar está evidente nas Escrituras: Eu, porém, vos digo que, de maneira nenhuma, jureis nem pelo céu, porque é o trono de Deus, nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés, nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei, nem jurarás pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto. Isso deve nos guiar nas decisões sobre qualquer assunto que enfrentarmos (Mt 5.34-36).

O responsável por esse juramento foi Isaque, seu pai, que sempre agiu com confiança e temor ao Senhor. Essa herança também há de estar nas mãos dos nossos filhos, que, ao nos observar, pautarão seus procedimentos na vida. Eles aprendem mais vendo as nossas atitudes do que nos ouvindo. Tenha em mente que você serve ao Ser que é a Verdade, por isso jamais deve ser achado em suas mãos algo do anátema.


O nosso Salvador e Senhor foi claro sobre o que temos de falar: Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não, porque o que passa disso é de procedência maligna (Mt 5.37). Deixar a sua boca ser usada pelo diabo trará consequências terríveis em tudo o que fizer; portanto, somente fale a Verdade. Se for sim, que seja sim e, se for não, que seja não. Esteja alerta para que o inimigo não o governe em nada!


Jamais se deixe levar por alguma tentação, quando você já foi ensinado pelo Senhor no que deve falar, mesmo achando algo simples, sem a mínima repercussão diante de Deus. Nós nos libertamos ou nos prendemos pelo que proferimos. Não podemos dar ao inimigo a chance de nos ter em suas mãos. Vigiar e orar faz bem a todos!


Erik Santana

#eriksantana #devocional #palavradodia #fé #jesus

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo