A GLÓRIA É DE DEUS

Portanto, ninguém se glorie nos homens; porque tudo é vosso.

1 Coríntios 3.21

Não promova nenhum servo de Deus a uma posição que não é dele. O Altíssimo usa as pessoas pela Sua bondade. Elias era um homem sujeito às mesmas paixões que acontecem conosco (Tg 5.17). A glória é do Senhor, e Ele não a dará a outrem (Is 42.8). Os que confiam no Senhor têm a obrigação de se deixar usar por Ele e, depois de terem feito tudo o que lhes foi mandado, devem considerar-se servos inúteis; aqueles que se encaixarem como servos serão mais usados como tais.


A nossa maior glória é sermos sempre servos do Todo-Poderoso. Fomos chamados para cumprir a vontade dEle; portanto, devemos ser gratos e jamais nos deixar levar por nenhum sentimento mau, achando que somos diferentes das demais pessoas. O que nos diferencia é o fato de aceitarmos a nossa posição com alegria. Sem dúvida, Deus tem sido muito bom para conosco ao nos confiar uma missão.


O que o homem tem de si mesmo para dar a Quem é completo e perfeito? Ainda que Adão não tivesse pecado, precisaríamos da sabedoria e da parceria do Senhor para viver com dignidade. A palavra que o Altíssimo deu a Adão para que não comesse do fruto da árvore proibida tinha o poder de guardá-lo das tentações que viriam (Gn 3.3). Você será protegido das mentiras do inimigo se obedecer à orientação que Deus lhe der.


Por mais que alguém seja usado pelo Onipotente, deve lembrar-se de que continua tendo às mesmas paixões que sucedem a todos. É bom ressaltar que ninguém será promovido a uma classe superior a dos “pobres mortais”; então, por que deixar a vaidade e o orgulho tomarem o seu coração? Ao contrário, se temos o privilégio de sermos usados para grandes obras, que a humildade seja o nosso melhor ornamento.

Somos advertidos por Isaías, o profeta, que a glória e o louvor são prerrogativas do Senhor. Ele garante que não as dará a ninguém e, por isso, os que se deixam levar pela tentação de se acharem melhores deveriam refletir sobre essa declaração bíblica e não serem influenciados pelo maligno. O adversário sabe que, se puder enganá-lo, fazendo-o sentir-se alguém importante, você deixará de ser um canal do fluxo divino.


A verdade é que os servos do Senhor confiam nEle e, após cumprirem a sua missão, devem suplicar para que sejam usados em outras obras. Assim como Jesus foi obediente ao Pai em tudo, também devemos prestar a Ele obediência completa. A pior atitude que podemos ter é puxar para nós a autoria ou a glória do que Deus diz, faz e nos revela.


Jamais deixe o orgulho ou a vaidade tirá-lo da posição de servo do Todo-Poderoso; de outro modo, Ele não poderá usá-lo. Já quem se rebelar perderá até o que já fazia. Sempre reflita sobre o que tem feito e, caso perceba alguma ação do inimigo, entre em oração, arrependa-se e parta firme para a realização da plena vontade do Senhor. Seja o servo bom e fiel que entrará para o descanso eterno (Mt 25.21).


25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo